top of page

Bem-vindo ao blog da Plataforma Engo

Aqui você vai encontrar os mais diversos posts voltados para o ramo da construção civil!

Novidades e inovações na construção civil

Dicas de técnicas de trabalho

Materiais de estudo para concursos

e muito mais...

Design sem nome (7).png
Design sem nome (8).png

Estabilidade dos taludes



O talude é a denominação que se dá a qualquer superfície inclinada de um maciço de solo ou rocha. Ele pode ser natural, também denominado encosta, ou construído pelo homem, como, por exemplo, os aterros e cortes.


Para efeitos de estudos para provas de concursos, vamos dar ênfase nos taludes construídos!


1-TALUDES CONSTRUÍDOS


Os taludes construídos pela ação humana resultam de cortes, de escavações ou de aterros.


Em geral, os estudos de estabilidade de taludes seguem a seguinte metodologia:

  • definição da topografia do talude;

  • definição das sobrecargas a serem aplicadas sobre o talude, caso existam;

  • execução das investigações de campo para definir a estratigrafia e identificar os elementos estruturais eventualmente enterrados na massa e os níveis freáticos;

  • definição das condições críticas do talude, considerando diversos momentos da vida útil da obra;

  • definição dos locais de extração de amostra indeformada;

  • realização de ensaios de caracterização, resistência ao cisalhamento e deformabilidade (para estudos de análise de tensões);

  • análise dos resultados dos ensaios para definir os parâmetros de projeto;

  • adoção de métodos de dimensionamento para a obtenção do fator de segurança ou das tensões e deformações.


2- CONTROLE TECNOLÓGICO DOS ATERROS


Algumas causas de sinistros em aterros podem ser mais comuns em aterros sem remoção das camadas superiores do solo mole, aterro sobre solo inclinado ou presença de turfa orgânica numa camada inferior. Vejamos alguns:


  • Rastejos: movimentos lentos e contínuos do material de encostas com limites indefinidos

  • corridas: são formas rápidas de escoamento ocasionadas pela perda do atrito interno em função do excesso de água

  • escorregamentos: são movimentos rígidos de duração relativamente curta de massas de solo bem definidas

  • subsidências: o efeito do adensamento ou afundamento de camada em consequência da remoção de alguma fase do substrato

  • recalques: são movimentos verticais de uma estrutura provocado pelo próprio peso ou pela deformação do subsolo por outro agente


Os taludes são estáveis com profundidade superior a 1,25 m e estes devem ter sua estabilidade garantida por meio de estruturas dimensionadas para este fim


Podemos citar algumas soluções para a estabilização tais como:

  • contrafortes ancorados ou chumbados

  • Grelha ancorada

  • chumbadores isolados

  • construção por etapas respeitando os limites de altura das camadas de solo

  • sobrecarga temporária e pré-carregamentos


A preparação dos aterros devem seguir alguns critérios:


  • Preparar adequadamente o terreno principalmente no que se refere à remoção da vegetação ou de restos de demolições existentes

  • atingir o grau de compactação de 95%

  • realizar as operações de lançamento, homogeneidade, umedecimento ou a aeração e compactação do material de forma que garanta que a espessura da camada compactada de no máximo de 0,30 m

  • variar a umidade ótima de compactação de no máximo 3% para mais ou para menos ou menor faixa de variação conforme especificações

A verificação do controle tecnológico em aterros é obrigatório em:

a)Aterros com responsabilidade de suporte de fundações, pavimentos ou estruturas


b)aterros com altura superior a 1,0 m


c) com volumes superiores a 1000 m3


*A análise da estabilidade de taludes depende de um fator denominado fator de segurança FS que é dado pelas forças resistentes sobre as forças atuantes


* método hilf: é possível determinar o grau de compactação no ponto de controle com reduzida margem de erros e intervalo de tempo inferior a 1 h


*Corpo ou maciço dos taludes: parte interna dos taludes: é a parte em que os geólogos estudam a sua constituição, isto é, que tipo de material (argila, silte, areia, rocha, etc...) e suas propriedades como coesão, limite de plasticidade etc.


Bernas de equilíbrio: São aterros laterais para equilibrar o peso exercido pelo maciço do aterro principal e visam impedir o expurgo dos solos moles além dos offsets

bottom of page