top of page

Bem-vindo ao blog da Plataforma Engo

Aqui você vai encontrar os mais diversos posts voltados para o ramo da construção civil!

Novidades e inovações na construção civil

Dicas de técnicas de trabalho

Materiais de estudo para concursos

e muito mais...

Design sem nome (7).png
Design sem nome (8).png

BDI: O QUE ESTUDAR PARA AS PROVAS DE CONCURSOS DE ENGENHARIA CIVIL


O estudo do BDI (Benefícios e Despesas Indiretas ) está atrelado ao estudo dos custos diretos e indiretos, todos frequentemente cobrados em provas de engenharia civil, sendo assim, é de suma importância o seu estudo e entendimento. Para começar, entenda que a soma dos custos diretos e indiretos nos dá os custos totais, mas para elaborar o orçamento completo da obra e chegar ao preço final de venda, é preciso acrescentar a eles os Benefícios e Despesas Indiretas (BDI), ok?.


BDI é a sigla para o termo em inglês Budget Difference Income, que pode ser traduzido por Benefícios e Despesas Indiretas. O BDI é um percentual aplicado sobre o custo total para chegar ao preço de venda a ser apresentado ao cliente.


Posteriormente falaremos mais sobre o PREÇO DE VENDA e como realizar o seu cálculo, por enquanto saiba que é dado por PV = CD x (1 + BDI) PV = Preço de venda CD = Custo direto da obra BDI = Despesas indiretas e lucro ou benefício



A princípio, o BDI é composto por 5 elementos. São eles:


  • Administração central (AC): É um percentual dado pela parte do custo da empresa que é devida à manutenção da sua sede, juntamente com os gastos com gestão de pessoas, marketing, contabilidade, departamento jurídico etc. Este valor deve ser rateado entre todas as obras executadas pela empresa.

  • Custos financeiros (CF): É um percentual referente à tomada de dinheiro no mercado financeiro, caso necessário para arcar com os custos da obra. Em outras palavras, neste valor, estão inclusos a taxa de juros e o tempo entre a tomada de empréstimos e o primeiro pagamento feito pelo cliente.

  • Margem de incerteza (MI): Esta margem entra apenas no cálculo da contratante, já que para ela os custos da obra são apenas estimados. Esse valor deve variar entre 5% e 10% do total do custo da obra.

Estes três valores acima são chamados de elementos de composição direta, que incidem sobre o custo e aparecem no numerador da função BDI. Já os elementos de composição inversa incidem sobre o preço final do projeto e ficam no denominador da função. São eles:


  • Lucro (L): O percentual de lucro deve ser definido com base na complexidade do projeto, na sua análise de risco e do que é praticado pelo mercado.

  • Tributos (T): Percentuais que incluem tributos municipais, estaduais e federais, como ISS, COFINS, PIS, IRPJ etc.

Para calcular o BDI, de uma maneira geral, pode-se optar pela fórmula


BDI= [Custo/CD(1−i)] -1

Onde:

  • Custo refere-se a todos os custo ligados à obra (real);

  • CD é o valor do custo direto (real);

  • i é a soma de tudo que incide sobre o preço de venda (decimal).


Ou em caso de obras particulares


BDI (%) = { [ (1 + (AC + CF + MI)) / (1 – (T + L)) ] – 1} x 100%


Onde:

  • BDI é o valor final do BDI (%);

  • Ao é a porcentagem referente à Administração da Obra (decimal);

  • Ac é a porcentagem referente à Administração Central (decimal);

  • R é a porcentagem referente aos Riscos (decimal);

  • S é a porcentagem referente ao Seguro (decimal);

  • Cf é a porcentagem referente ao Custo Financeiro (decimal);

  • L é a porcentagem referente ao Lucro da empresa (decimal);

  • T é a porcentagem resultante da soma dos tributos (decimal).

R+S=MI


Multiplicasse-se geralmente por 100 para que possa ser dado como índice, ok. Para finalizar, o BDI ajuda as empresas a garantir um bom custo global e a cobrir as despesas da administração central, custos financeiros, impostos, garantias, seguros, tributos e a margem de incerteza. Como mencionei antes, lembre-se que a administração central, custos financeiros e margem de incerteza são da composição direta, que incidem sobre o custo direto enquanto que tributos e lucros incidem sobre o preço final e consequentemente, o preço de venda


Caso você estiver preparando para uma prova de concurso para o setor público, gostaria de te falar que para obras pública, algumas considerações devem ser feitas. O cálculo do BDI para obras públicas não leva em conta a taxa referente à administração da obra quando o recurso financeiro é federal, assim como os impostos do tipo IRPJ e CSLL e a garantia é levada em consideração, diferentemente das obras particulares.


BDI=(1+Ac+R+S+G).(1+Cf).(1+L) /(1−T)−1]⋅100


De uma maneira geral, o ideal é entender todos os conceitos de BDI e em seguida praticar com questões de provas. Geralmente para concursos de prefeituras, cobram questões teóricas sobre o assunto, mas se seu concurso exige um maior aprofundamento, aconselho a praticar os cálculos, ok!!



BDI
.pdf
Download PDF • 201KB

bottom of page